Exames

Nossos exames estão em processo continuo de melhoria e controle de qualidade,
fornecendo desta forma resultados precisos e confiáveis.

Tire suas Dúvidas

Água quebra jejum?

Não. A ingestão de pequena quantidade de água, no decorrer do jejum alimentar, não prejudica a realização de exames de sangue.

Alguns médicos dispensam jejum para alguns exames. Qual orientação seguir?

A boa prática laboratorial recomenda que, para a maioria dos exames de sangue, a coleta seja realizada após um período mínimo de quatro horas de jejum, para o indivíduo adulto. Crianças e recém-nascidos devem ter este prazo reduzido ou até mesmo abolido, dependendo de cada situação clínica. Para cada exame, porém, pode haver necessidade de orientação específica, pois a concentração das substâncias absorvidas, como a glicose, por exemplo, varia de acordo com o tempo após a ingestão do alimento. Em contrapartida, um tempo de jejum muito prolongado também causa variações. Cada paciente, cada exame e cada situação devem ter suas particularidades analisadas de forma a se obter o maior grau de confiabilidade dos resultados. Em caso de dúvidas, consulte sempre o seu médico

Devo suspender meus medicamentos antes da coleta?

Não, a menos que haja solicitação médica para isso. Para exames que são realizados para controle da medicação, é sugerida a coleta de sangue imediatamente antes da próxima dose e, para isso, é conveniente que o paciente traga o medicamento ao laboratório para ser ingerido logo após a coleta.

E para colher o exame de fezes, a pessoa precisa estar em jejum?

Não. Também não precisa ser a primeira evacuação do dia. Isso vale para todos os tipos de exame de fezes. Detalhe: para a comodidade do cliente é melhor o material ser colhido em casa, num frasco apropriado, fornecido pelo laboratório

Jejum muito prolongado altera resultados de exames?

Sim. Para glicemia o jejum máximo é de 14 horas. As Recomendações da Sociedade Brasileira de Patologia Clínica/Medicina Laboratorial (SBPC/ML) para coleta de sangue venoso orientam que devem ser evitadas coletas de sangue após períodos muito prolongados de jejum ? acima de 16 horas, de maneira geral

O álcool pode interferir nos resultados dos exames?

Sim. Alguns analitos podem sofrer alteração na sua dosagem devido ao uso esporádico de bebida alcoólica, como o Triglicérides e a Glicose.

O uso crônico pode levar ao aumento das enzimas hepáticas

Pode-se fazer exame de sangue com gripe, resfriado ou febre?

Claro. Alguns exames, aliás, são solicitados exatamente porque a pessoa está com febre. A intenção é verificar se alguma infecção é a responsável. Porém, em algumas circunstâncias, a doença responsável pela febre pode interferir nos exames destinados a avaliar aspectos metabólicos e imunológicos. Por cautela, consequentemente, consulte o seu médico ou o laboratório antes de fazer o exame.

Por que devemos desprezar o primeiro jato de urina quando vamos fazer o exame?

O primeiro jato de urina traz células e secreção que podem estar presentes na uretra, principalmente se existir um processo inflamatório e/ou infeccioso chamado uretrite. Quando se está preocupado com uma possível infecção urinária, é importante que o material examinado não seja "contaminado" com o que estiver na uretra. Daí a necessidade de desprezar o primeiro jato e coletar o jato médio, ou seja, uma urina que representa bem o material que está na bexiga

Posso fazer exames após ter realizado exercícios físicos?

O efeito da atividade física sobre alguns componentes do sangue, em geral, é transitório e depende das variações nas necessidades energéticas do metabolismo e da eventual modificação fisiológica que a própria atividade física condiciona. Esta é a razão pela qual se prefere a coleta de amostras com o paciente em condições basais, mais facilmente reprodutíveis e padronizáveis. O esforço físico pode causar aumento da atividade sérica de algumas enzimas, como a creatinoquinase, a aldolase e a aspartatoaminotransferase. Esse aumento pode persistir por 12 a 24 horas após a realização de um exercício.

Remédios interferem em exames laboratoriais?

Alguns, sim. Os antibióticos e os antiinflamatórios, por exemplo, interferem nos testes de coagulação do sangue, normalmente solicitados em pré-operatórios. Portanto, quaisquer que sejam os remédios que esteja tomando, avise o atendente antes do exame. Caso um deles interfira, você terá que conversar com o seu médico sobre a possibilidade de suspendê-lo por alguns dias. Se a interrupção não for possível, esse dado terá que ser levado em conta na avaliação do resultado.

Nosso site salva o seu histórico de uso. Ao continuar navegando você concorda com a nossa Política de Privacidade. Para saber mais, acesse Política de Privacidade.

X
Configuração de Cookies:
Cookies Essenciais (Obrigatório)

Esses cookies permitem funcionalidades essenciais, tais como segurança e suas permissões.

Cookies Funcionais

Esses cookies coletam dados para lembrar escolhas que os usuários fazem e para melhorar sua experiência mais organizada.

Cookies Analíticos

Esses cookies nos ajudam a entender como os visitantes interagem com nosso site.